• XV Concurso Regional de Qualidade do Queijo Minas Artesanal Canastra

    XV Concurso Regional de Qualidade do Queijo Minas Artesanal Canastra

    Em Minas Gerais, o queijo artesanal sobreviveu às pressões da modernização dos processos de produção ,devido ao apego às tradições e ao isolamento das propriedades produtoras , espalhadas pelas colinas e pelos vales do Estado. Isso contribui para a preservação dos produtos   com características próprias e de imenso valor cultural e econômico. Cada região tem seu saber-fazer característico, o que dá ao queijo artesanal uma identidade própria, de acordo com o local onde é fabricado. Os anos se passaram e a tradição da produção artesanal, agora se une  às novas tecnologias e equipamentos, garantindo qualidade, com paladar característico e segurança alimentar. Tornando-se uma iguaria na mesa dos brasileiros. O micro clima local, atuando no processo de maturação, garantem sabor e coloração inconfundíveis, que fizeram a fama do QUEIJO CANASTRA em todo país ...Hoje o modo artesanal de fazer, é registrado pelo IPHAN, como : Patrimônio Cultural e Imaterial Nacional.

    O Queijo Canastra começou a ser produzido há mais de 200 anos. O nome Canastra deve-se a semelhança existente entre o imenso chapadão e um grande baú, que os antigos chamavam de canastra.

    região Canastra é composta por 8 municípios:

    • Medeiros
    • São Roque de Minas
    • Delfinópolis
    • Vargem Bonita
    • Piumhi
    • Bambuí
    • Tapiraí
    • e São João Batista do Glória.

    Nesta mesma ocasião ocorreu o lançamento do convênio firmado para melhoria da qualidade sanitária do Queijo Minas Artesanal.

     

    A classificação do concurso foi a seguinte:

    • 1º lugar - Onésio Leite da Silva (São Roque de Minas)
    • 2º lugar - Valter Caetano Leite (Medeiros)
    • 3º lugar - Reginaldo Miranda de Andrade (Medeiros)
    • 4º lugar - Mario Cândido de Mendonça Filho (Bambuí)
    • 5º lugar - Miguel Marcelio de Faria  (São Roque de Minas)

     

  • Queijos mineiros levam 11 medalhas em evento internacional na França

    Queijos mineiros levam 11 medalhas em evento internacional na França

    Uma superouro,  sete pratas e três medalhas de bronze. Os mineiros fizeram sucesso no Salão Internacional do Queijo da França e honraram a tradição queijeira de Minas Gerais, em um concurso que concorreram com mais de 700 produtos de 20 países. “Os mineiros que foram premiados, estão na França participando da Missão Técnica da FAEMG e, a convite da ONG SerTãoBras, se inscreveram no concurso”, disse Débora Pereira, mestre queijeira que organizou o roteiro da viagem.
    O presidente do SISTEMA FAEMG, Roberto Simões, destacou a importância desta premiação no país tradicionalmente reconhecido pela qualidade do queijo que produz: “Nossos produtores estão de parabéns por terem colocado o queijo de Minas entre os melhores do mundo. Estas conquistas confirmam a qualidade dos queijos mineiros e são um estímulo para quem apoia a produção e para os próprios produtores, pois demonstram que o Queijo Minas Artesanal tem futuro próspero”.

     

    Produtores premiados:

    SUPER OURO

    Araxá – Fazenda Caxambu, produtora Marli Leite

    PRATA

    Canastra – Capela Velha

    Serro – casca lavada, da Cooperativa do Serro, curado na França por Lafinarde

    Serro – casca ácaros, da Cooperativa do Serro, curado na França por Lafinarde Canastra – Vale da Gurita

    Canastra – Reinaldo de Faria Costa

    Kankrej – Túlio Madureira

    Santo Casamenteiro – Queijos Cruzília

    BRONZE

    Sabores do Sítio – Extra curado - Lúcia, Campo das Vertentes

    Gir – produtor Túlio Madureira

    Alagoa Grande – Queijo d’Alagoa, Osvaldo Martins de Barros Filho

     

    Fonte: www.faemg.org.br/

     

  • XI Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal Araxá

    XI Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal Araxá

    O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Governo de Minas Gerais, por meio da Emater–MG e do IMA,
    vinculados à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, realizaram no dia 5 de abril o XI Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal Araxá.

    microrregião de Araxá é composta por 11 municípios:

    • Araxá
    • Campos Altos
    • Conquista
    • Ibiá
    • Perdizes
    • Pedrinópolis
    • Pratinha
    • Sacramento
    • Santa Juliana
    • Tapira
    • e Uberaba.

    Nesta mesma ocasião ocorreu o lançamento do convênio firmado para melhoria da qualidade sanitária do Queijo Minas Artesanal. O convênio abrange as sete microrregiões caracterizadas do Estado:

    • Araxá
    • Campo das Vertentes
    • Canastra
    • Cerrado
    • Serra do Salitre
    • Serro
    • e Triângulo Mineiro.

    A classificação do concurso foi a seguinte:

    • 1º lugar - Reinaldo Antônio de Lima (Araxá)
    • 2º lugar - Alexandre Honorato (Araxá)
    • 3º lugar - Luiz Carlos do Prado (Ibiá)
    • 4º lugar - Carlos Domingos dos Passos (Ibiá)
    • 5º lugar - Antônio Onofre dos Passos (Ibiá)
Venda do Mineiro

Venda do Mineiro